Somos diferentes, que bom!

Como a diversidade de perfis contribui para a formação de equipes de alta performance?

 

3

 

Dois modelos mentais muito comuns no ambiente de trabalho são: “lidar com pessoas é difícil” e “seria tão bom se fossemos iguais”. Não fique surpreso se eu disser que a diversidade de perfis é fundamental para a formação de uma equipe de alto desempenho. Ah, mas isso é óbvio Luciano, que tal falar de algo diferente?

 

Por mais óbvio que possa ser, decidi escrever sobre este tema em função de uma conversa em família no primeiro café da manhã de 2014. De repente, surgiu o assunto “lidar com pessoas é complicado”. Durante o bate papo, ficaram nítidas percepções como: “eu falo A e fulano entende B”, “vou conversar com ele e tenho que pisar em ovos para não deixá-lo chateado”, “ela não tem concentração para trabalhar”. É meus amigos, as pessoas são diferentes, que bom! Do contrário, iríamos desperdiçar inúmeros talentos em funções inadequadas, não teríamos crescimento e muito menos inovação.

 

Para ajudar nesse contexto, existe uma ferramenta bastante utilizada nas empresas que ajuda a entender quatro tipos de comportamentos observados e previsíveis nas pessoas, a Teoria DISC (do Inglês: Dominance, Influence, Steadiness e Complience). Conhecendo os perfis comportamentais, damos o primeiro passo rumo a uma melhor compreensão do outro. Veja abaixo um breve resumo dos perfis:

 

Dominância: indica como você lida com problemas e desafios. Pessoas neste perfil tendem a ser: competitivas, decididas, diretas, orientadas para resultados.

 

Influência: indica como você lida com pessoas e as influencia. Os principais descritores são: confiante, inspirador, otimista, popular, sociável, confia nos outros.

 

Estabilidade: indica como você lida com mudanças e estabelece o seu ritmo. Pessoas neste perfil tendem a ser: agradáveis, bons ouvintes, pacientes, sinceros, constantes, membros de equipe, estáveis.

 

Conformidade: indica como você lida com regras e procedimentos estabelecidos por outros. Os principais descritores são: preciso, analítico, perfeccionista, cuidadoso e minucioso.

 

Ao compreender os quadros fatores é possível identificar características comuns de comportamentos que podem ajudar a lidar melhor com as pessoas no ambiente de trabalho e aproveitar melhor os talentos. Um pequeno exemplo seria: imagine que seu perfil comportamental tenha pontuação mais evidente no fator “I” e você seja promovido para trabalhar na área de contas a pagar, o que será que vai acontecer? E se você tiver em sua equipe um colaborador no fator “D”, por que será que todas as vezes que você dá feedback a ele não funciona?

 

Algumas sugestões para conhecer e lidar melhor com as pessoas. Parece e é simples, mas é preciso querer realmente adquirir novos hábitos e mudar. Aproveite!

  • Reconstrua seu modelo mental sobre pessoas: algo como “a diversidade traz crescimento, aprendizado e inovação” ou “compreender o outro me faz crescer como pessoa”.
  • Seja empático: coloque-se no lugar do outro.
  • Estude um pouco mais sobre o DISC: acesse www.disc.com.br.

FacebookTwitterLinkedInGoogle+
15/01/2014 - Autor: Luciano Viana
Voltar à categoria Equipes
posts em:
Mais Sobre
Cadastre-se e receba as novidades:
Autores
  • Dr. Karyn Trader-Leigh
    Consultant and ICC
    Certified Coach

    Washington, D.C. - EUA
  • Luciano Viana

    Coach e trainer pela International Coaching Community

    São Paulo - Brasil

  • Karina Pittini Braz

    Licenciada en Psicología y ICC International Trainer

    Montevideo - Uruguay

Vídeos
[+] Ir para vídeos
Ferramentas
-->